Menu fechado

Cuidado!!

11/02/2019 | Mensagens, Pr Wilson Greve, Série "O sermão do monte"

Série “O sermão do monte”

Pr Wilson R. Greve (10/2/2019)

Texto bíblico básico: Mateus 7.15-20

Nesta passagem, Jesus dá um duro alerta contra falsos profetas que podem desviar do caminho mesmo pessoas que já andam com Cristo. As deformações do evangelho podem ser rápidas e sutis.

Por isso, há necessidade de atenção constante. Não devemos simplesmente achar que já estamos “vacinados” contra tais perigos, tanto é que esta não é a única advertência de Jesus a respeito:

Muitos ficarão escandalizados, trairão e odiarão uns aos outros, e numerosos falsos profetas surgirão e enganarão a muitos (Mt 24.10-11).

O apóstolo Paulo adverte contra falsos mestres que surgem até mesmo de dentro da própria comunidade cristã:

Sei que, depois da minha partida, lobos ferozes penetrarão no meio de vocês e não pouparão o rebanho, e dentre vocês mesmos se levantarão homens que torcerão a verdade a fim de atrair os discípulos. Por isso vigiem! (At 20.29-31)

Por isso, é preciso estar atento aos sinais de perigo. Eis alguns deles:

Sinais de perigo

Ganho financeiro – Jesus diz:

Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá sua vida pelas ovelhas. O assalariado não é o pastor a quem as ovelhas pertencem. Assim, quando vê que o lobo vem, abandona as ovelhas e foge, e então o lobo ataca o rebanho e o dispersa. Ele foge porque é assalariado e não se importa com as ovelhas (Mt 10.11-13).

Prestígio pessoal – O profeta verdadeiro aponta para Jesus e não para si mesmo.

Disseminar as próprias ideias –Não basta alguém parecer profeta. Não basta habilidade para ensinar – é preciso ser coerente com o evangelho.

Naquele dia todo profeta se envergonhará de sua visão profética. Não usará manto de profeta feito de pele para enganar (Zc 13.4).

Marcas do verdadeiro e do falso profeta

O teste da verdade – Jesus diz:

Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos e conhecerão a verdade, e a verdade os libertará (Jo 8.31-32).

O verdadeiro profeta é reconhecido pelo fruto do Espírito em sua vida.

A ênfase em exterioridades – regras, proibições, formas de apresentação pessoal…

Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês são como sepulcros caiados: bonitos por fora, mas por dentro estão cheios de ossos e de todo tipo de imundície. Assim são vocês: por fora parecem justos ao povo, mas por dentro estão cheios de hipocrisia e maldade (Mt 23.27-28).

A oferta de uma religião fácil –Jesus diz:

Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a sua vida por minha causa, a encontrará (Mt 16.24-25).

Isolamento entre religião e vida –Jesus pede ao Pai e ensina:

Não rogo que os tires do mundo, mas que os protejas do maligno (Jo 17.15).

Vocês são o sal da terra, mas se o sal perder o sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada (Mt 5.13).

Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte, e também ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem o Pai de vocês que está nos céus (Mt 5.14-16).