Menu fechado

Testemunho

11/10/2021 | Mensagens, Pr Wilson Greve, Série "O DNA do cristão"

O DNA do cristão

Texto bíblico básico: Atos 4.20

Deus escolheu um povo para testemunhar dele

Imaginamos alguém que testemunha de Cristo como uma pessoa extrovertida, que gosta de falar, mas… e se eu não for assim?

Testemunhar, porém, não é só uma tarefa individual, mas de toda a igreja, o povo de Deus, de que fazemos parte. Jesus nos instrui para irmos fazer mais discípulos, e ele nos capacita para isso:

Jesus … disse: Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos (Mt 28.18-20).

Trata-se assumir nossa posição. Por isso, nosso texto básico diz:

Não podemos deixar de falar do que vimos e ouvimos.

Pedro, que foi quem disse isso diante dos líderes judeus, depois diz a nós:

Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz (1Pe 2.9).

Por isso, também, Paulo comenta:

Quando prego o evangelho, não posso me orgulhar, pois me é imposta a necessidade de pregar. Ai de mim se não pregar o evangelho! Porque, se prego de livre vontade, tenho recompensa; contudo, como prego por obrigação, estou simplesmente cumprindo uma incumbência a mim confiada (1Co 9.16-17).

Deus escolheu a pregação da palavra para testemunhar dele

Não há diferença entre judeus e gentios, pois o mesmo Senhor é Senhor de todos e abençoa ricamente todos os que o invocam, porque ‘todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo’. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão, se não houver quem pregue? Consequentemente, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo (1Co 10.12-14,17).

Para podermos testemunhar de Jesus, precisamos ter sua palavra agindo em nossa mente:

Façam tudo sem queixas nem discussões, para que venham a tornar-se puros e irrepreensíveis, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração corrompida e depravada, na qual vocês brilham como estrelas no universo, retendo firmemente a palavra da vida. Assim, no dia de Cristo eu me orgulharei de não ter corrido nem me esforçado inutilmente (Fp 2.14-16).

“Reter firmemente” significa segurar, expor decididamente aquilo que temos de diferente do mundo ao nosso redor.

Martyn Lloyd-Jones comenta a esse respeito:

Não devemos ser tagarelas o tempo todo, falando sobre coisa nenhuma. Ah, as horas que temos desperdiçado na vida, com prosa ociosa, tagarelice inútil e conversa fiada, tudo para nada! O cristão deve desfazer-se disso. Ele não tem que necessariamente estar sempre falando em religião, porém toda vez que falar, terá de haver no que fala algum conteúdo, algum valor. Terá de ser sempre uma palavra boa, sempre limpa, e sempre terá de ser edificante num sentido ou noutro, para que as pessoas digam no fim: foi uma boa coisa passar algum tempo com esse homem ou com essa mulher; sinto-me melhor por tê-lo feito.

Deus escolheu nossa comunhão como testemunho

A comunhão entre os cristãos, em paz, harmonia e apoio mútuo, é uma demonstração prática muito forte e atraente do poder transformador do evangelho:

Todos os dias continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos (At 2.46-47).

Jesus ensinou a chave para essa comunhão se realizar: o amor:

Um novo mandamento lhes dou: Amem-se uns aos outros. Como eu os amei, vocês devem amar-se uns aos outros. Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros (Jo 13.34-35).

Jesus escolheu o serviço para testemunhar

Jesus ia passando por todas as cidades e povoados, ensinando nas sinagogas, pregando as boas novas do Reino e curando todas as enfermidades e doenças. Ao ver as multidões, teve compaixão delas, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor (Mt 9.35-36).

O que nós temos feito? Pedro recomenda às esposas que conquistem o marido não-cristão sem muitas palavras, mas por uma atitude convincente. Em seguida, ele diz a todos:

Quanto ao mais, tenham todos o mesmo modo de pensar, sejam compassivos, amem-se fraternalmente, sejam misericordiosos e humildes. Não retribuam mal com mal nem insulto com insulto; pelo contrário, bendigam; pois para isso vocês foram chamados, para receberem bênção por herança (1Pe 3.8-9).

John Piper comenta a respeito:

O amor é a expansão e o transbordar do prazer em Deus, que alegremente supre a necessidade dos outros.

Para pensar:

  • Qual o motivo que nos leva a participar da igreja?
  • O que fazemos com todo o conhecimento que absorvemos nos cultos e no estudo individual da palavra?
  • O que o motiva a reunir-se como igreja, bater papo ou envolver-se com o próximo?
  • O que você sente ao olhar o mundo ao seu redor?

Pr Wilson R. Greve – domingo, 10/10/2021


Programações

DOMINGO

EBD (adultos e crianças) - 9h
Informações

Culto - 10h30
Presencial e online

Culto - 19h
Apenas presencial

SÁBADO

Jovens e adolescentes - 19h
Informações: Instagram

No nosso canal do YouTube, você encontrará diversos outros materiais, como séries de mensagens, músicas dos coros e aulas de Escola Bíblica para adultos e crianças.