Menu fechado

Com amor de mãe

11/04/2022 | Mensagens, Pr Wilson Greve, Série "Perseverança"

Série “Perseverança” (4)

Texto bíblico básico: 1Ts 2.5-8

Ação sem expectativas

A motivação que Paulo tinha para divulgar o evangelho era o amor de Jesus, comparável ao amor da mãe que cuida dos seus filhos incondicionalmente. Algumas condições que se poderiam esperar para prestar esses cuidados, e que Paulo repudia, são:

Bajulação

Vocês bem sabem que a nossa linguagem nunca foi de bajulação nem de pretexto para ganância – Deus é testemunha, nem buscamos reconhecimento humano, quer de vocês quer de outros (1Ts 2.5-6).

Bajulação é atitude frequente de vendedores que querem agradar o cliente – e Paulo critica essa prática em outros que buscam reconhecimento. Jesus comenta essa atitude assim:

Bem profetizou Isaías acerca de vocês, hipócritas; como está escrito: “Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. Em vão me adoram; seus ensinamentos não passam de regras ensinadas por homens” (Mc 7.6-7).

Ganância

O que nos motiva a trabalhar no reino de Deus? Ganhar alguma coisa? Fama? Dinheiro? ??? – Paulo nega tudo isso:

Posso não ser um orador eloquente; contudo tenho conhecimento. De fato, já manifestamos isso a vocês em todo tipo de situação. Será que cometi algum pecado ao humilhar-me a fim de elevá-los, pregando-lhes gratuitamente o evangelho de Deus? Despojei outras igrejas, recebendo delas sustento, a fim de servi-los (2Co 11.6-8).

Reconhecimento: Honra, glória, louvor? Paulo comenta:

Afinal de contas, quem é Apolo? Quem é Paulo? Apenas servos por meio dos quais vocês vieram a crer, conforme o ministério que o Senhor atribuiu a cada um. Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é quem fazia crescer; de modo que nem o que planta nem o que rega são alguma coisa, mas unicamente Deus, que efetua o crescimento (1Co 3.5-7).

John MacArthur Jr. diz:

Se aquilo que eu disser não for para a glória de Deus e sim para a minha própria glória,
seria melhor calar-me. Se eu der um estudo bíblico para minha própria glória,
não tenho a bênção de Deus sobre ele. Devo preferir Sua glória acima de todas as outras coisas.

Ação intencional

Embora, como apóstolos de Cristo, pudéssemos ter sido um peso, tornamo-nos bondosos entre vocês, como uma mãe que cuida dos próprios filhos. Sentindo, assim, tanta afeição por vocês, decidimos dar-lhes não somente o evangelho de Deus, mas também a nossa própria vida, porque vocês se tornaram muito amados por nós (1Ts 2.7-8).

Dar a própria vida não significa necessariamente morrer por alguém, mas compartilhar sua vida em benefício do outro.

Atitude bondosa

Paulo ensina:

Ao servo do Senhor não convém brigar, mas ser amável para com todos, apto para ensinar, paciente. Deve corrigir com mansidão os que se lhe opõem, na esperança de que Deus lhes conceda o arrependimento, levando-os ao conhecimento da verdade, para que assim voltem à sobriedade e escapem da armadilha do diabo, que os aprisionou para fazerem a sua vontade (2Tm 2.24-26).

Cuidar dos filhos

O texto a seguir não menciona os filhos, mas a atitude está implícita:

Os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo. Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio corpo, antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja, pois somos membros do seu corpo (Ef 5.28-30).

Atitude típica de mãe zelosa

Amar significa dar aos outros, especialmente a quem sofre e a quem precisa, o que de melhor temos em nós mesmos e de nós mesmos. O amor existe na doação e na renúncia em prol do próximo; não há verdadeiro amor sem a abnegação, ou seja, sem o desapego de si mesmo (Citação anônima).

Compartilhar a própria vida

Esta tem sido uma atitude cristã básica desde a igreja primitiva:

Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações. Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos. Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum (At 2.42-44).

Paulo comenta a respeito dele mesmo:

Estou pressionado dos dois lados: desejo partir e estar com Cristo, o que é muito melhor; contudo, é mais necessário, por causa de vocês, que eu permaneça no corpo. Convencido disso, sei que vou permanecer e continuar com todos vocês, para o seu progresso e alegria na fé, a fim de que, pela minha presença, outra vez a exultação de vocês em Cristo Jesus transborde por minha causa (Fp 1.23-26).

Pr Wilson Greve – domingo, 10/4/2022


Programações

DOMINGO

EBD (adultos e crianças) - 9h (em recesso)
Informações

Culto - 10h30
Presencial e online

Culto - 19h
Apenas presencial

SÁBADO

Adolescentes - 16h (em recesso)
Informações: Instagram

Jovens - 19h30 (em recesso)
Informações: Instagram

No nosso canal do YouTube, você encontrará diversos outros materiais, como séries de mensagens, músicas dos coros e aulas de Escola Bíblica para adultos e crianças.