Menu fechado

Os tesouros do céu (2)

Publicado em:Mensagens,Pr Wilson Greve,Série "O sermão do monte"

Pr Wilson R. Greve (30/12/18)

Texto bíblico básico: Mateus 6.19-34

Lembrando: Não podemos separar nossa vida secular da nossa vida religiosa.

Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus (1 Coríntios 10.31).

Portanto, não devemos acumular o que a traça e a ferrugem consomem – tudo isso é perecível e pode ser tirado de nós.

Em vez disso, vale acumular tesouros no céu: ações de bondade prestadas aos outros; firmeza de caráter.

Se tudo o que valorizamos está aqui nesta terra, nosso coração também estará preso a este lugar.

É hora de fazer planos para o novo ano, focalizando o que é melhor. Jesus alerta para isso:

Os olhos são a candeia do corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo será cheio de luz. Mas se os seus olhos forem maus, todo o seu corpo será cheio de trevas (Mt 6.22-23).

Nosso foco

Olhos bons (gr. haplous = sincero, bom generoso)

Se é dar ânimo, que assim faça; se é contribuir, que contribua generosamente (Romanos 12.8)

Olhos maus (gr. poneros = mau, arrogante, invejoso, avarento)

Não tenho o direito de fazer o que quero com o meu dinheiro? Ou você está com inveja porque sou generoso? (Mateus 20.15)

Para pensar:

Não há nada como a generosidade para nos permitir ver a vida e as pessoas de maneira correta: e não há nada como a avareza para fazer com que nossa visão das coisas e das pessoas seja incorreta (W. Barclay).

A quem pertencemos?

Ninguém pode servir a dois senhores… (Mt 6.24).

O texto original fala de doulain (servir como escravo) e de kyrios (o senhor dono de escravo). O dono manda e o escravo obedece – esta é a situação, mas podemos escolher quem será o senhor.

Consequências práticas:

  • Todas as coisas pertencem ao Senhor.

Do Senhor é a terra e a sua plenitude; o mundo e os que nele habitam (Sl 24.1).

  • Pessoas são mais importantes que coisas.

Para quem ou o que planejamos?

  • Riqueza deve ser um bem subordinado.

Preocupações, ansiedade

Não se trata de ser imprevidente, mas de confiar que Deus cuidará da nossa subsistência e do nosso conforto (Mt 6.26-30) – os passarinhos trabalham por seu alimento, mas não se preocupam com a origem dele. As flores exibem sua beleza nos seus pequenos detalhes. Deus cuida disso.

O Senhor cuida da vida dos íntegros, e a herança deles permanecerá para sempre. Em tempos de adversidade não ficarão decepcionados; em dias de fome desfrutarão fartura (Salmo 37.18-19).

Os teus olhos viram o meu embrião, todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir (Salmo 139.16).

Se não for o Senhor o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção. Se não é o Senhor que vigia a cidade, será inútil a sentinela montar guarda (Salmo 127.1).

A resposta:

  • Buscar a Deus em primeiro lugar (v 33).
  • Viver o dia de hoje com sabedoria (v 34).

Não se preocupe com os males de amanhã, porque você não sabe o que pode lhe trazer o dia de hoje. Amanhã talvez você não esteja vivo e então terá ficado preocupado pelos males de um mundo que não lhe pertencerá. (Ditado judeu)