Menu fechado

Amar melhor

02/01/2023 | Mensagens, Pr Kevin Tehlen

Texto bíblico básico: 1 Pedro 1.22-25

O tema desta mensagem parece ser uma boa resolução de ano novo. Valerá a pena, então, examiná-la mais de perto.

No ano de 2022, os brasileiros passaram por dois eventos bem marcantes: as eleições e a copa do mundo. Esta última pode ter deixado alguma frustração para nós, mas nada que prejudique os nossos relacionamentos. Já as eleições provocaram uma polarização intensa que inclusive interferiu nas igrejas e pôs seriamente à prova o amor em que Pedro insiste no texto indicado acima.

Agora que vocês purificaram as suas vidas pela obediência à verdade, visando ao amor fraternal e sincero, amem sinceramente uns aos outros e de todo o coração (v. 22).

1. Até onde devo amar?

É nas coisas pequenas que também demonstramos se amamos as pessoas verdadeiramente ou não.

Nosso amor deve ser fraterno, tratando os outros cristãos como irmãos, construindo assim a unidade do corpo de Cristo.

Nosso amor também deve ser sincero, sem fingimento ou hipocrisia; caso contrário, na verdade nem será amor.

Um amor sincero envolve todo o coração, toda a nossa pessoa. Ele é forte, vigoroso e não permite outras interferências.

Até onde devo amar, então?

Até o momento em que você não pensa mais nessa pergunta!

Jesus diz:

Seu amor de uns pelos outros provará ao mundo que são meus discípulos (Jo 13.35).

É preciso estar consciente de que somos diferentes.

E João ainda explica:

Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que Ele nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, visto que Deus assim nos amou, nós também devemos amar uns aos outros (1Jo 4.10-11).

Portanto:

O amor que Pedro tem em vista não é um sentimento afetuoso e difuso,
nem é amizade ao redor da cafeteira após o culto,
embora o amor, como Pedro o define, possa abranger essas coisas.
Antes, amor se refere a relacionamentos corretos uns com os outros
tendo como base o caráter de Deus, que o comportamento cristão reflete.
(Karen H. Jobes)

Um dos primeiros sinais de que indivíduos e igrejas estão crescendo em santidade
é o amor ardente pelos irmãos em Cristo.
(Wayne Grudem)

2. Regenerados?

Vocês foram regenerados, não de uma semente perecível, mas imperecível, por meio da palavra de Deus, viva e permanente (v. 23).

É a regeneração da nossa vida por Cristo que nos habilita a amar.

Nosso amor pode não ser igual diante de todos, mas nunca deve estar ausente.

A palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra até o ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e as intenções do coração (Hb 4.12).

Para conferir:

Nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos (1Jo 3.16).

O crescimento cristão não pode ser egocêntrico e individualista, pois ocorre no contexto de comunhão, uma comunhão que tem de se aprofundar e continuar por toda a eternidade (Wayne Grudem).

3. Permanecendo na Palavra

É dela que obtemos os recursos para praticar o amor. Por nós mesmos não temos condições para isso:

“Toda a humanidade é como a relva, e toda a sua glória, como a flor da relva; a relva murcha e cai a sua flor, mas a palavra do Senhor permanece para sempre”. Essa é a palavra que lhes foi anunciada (vs. 24-25).

Para amar, é preciso viver imerso na palavra de Deus.

Assim, fica a pergunta para o ano de 2023:

Como ficará nossa leitura bíblica e nossa vida devocional?

Pr. Kevin Tehlen – domingo, 1/1/2023


Programações

DOMINGO

EBD (adultos e crianças) - 9h
Informações

Culto - 10h30
Presencial e online

Culto - 19h
Apenas presencial

SÁBADO

Adolescentes - 16h

Jovens - 19h30
Informações: Instagram

No nosso canal do YouTube, você encontrará diversos outros materiais, como séries de mensagens, músicas dos coros e aulas de Escola Bíblica para adultos e crianças.